Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

...

por Vieira do Mar, em 30.12.07
todos os anos,

a feira de Novembro aqui na santa terrinha onde me encontro vem acoplada de uma excrescência: uma miserável tenda de circo, rodeada de jaulas fétidas e lamacentas, onde animais de todos os tipos e latitudes, desde camelos a elefantes e tigres, despojados de espaço, saúde e dignidade, vegetam tristemente. O circo com animais selvagens é um espectáculo medieval, cruel e degradante, e esconde todo o tipo de sevícias contra os bichos, que mereciam ter sido deixados na paz do senhor lá no seu habitat natural, em vez de sujeitos a um mimetismo forçado e ridículo para gáudio de umas centenas de labregos que riem muito, muito, quando a macaca levanta o saiote, o elefante diz adeus com a tromba ou a morsa bate palmas. Temos que defender estes animais, porque eles não o podem fazer sozinhos - é tão simples quanto isto. Os direitos dos animais, fomos nós, seres humanos, que os criámos, porque somos civilizados e percebemos que eles são criaturas em desvantagem que têm de ser protegidas, como as crianças ou os deficientes. Por isso, quando a violação desses direitos é tão flagrante que nos entra pelos olhos dentro, como é o caso, temos mais é que assinar petições e levá-las à assembleia, fazer muito barulho, indignarmo-nos publicamente, denunciarmos, cuspirmos na cara dos chen e dos cardinalis deste mundo e recusarmo-nos a servir-lhes bicas nos cafés. Mas, mais do que isso, temos todos de deixar de ir ao circo, cortando de vez com o seu sustento até serem obrigados a procurar trabalho nas obras. E temos também de ensinar aos nossos miúdos que aquilo não é diversão coisa nenhuma, para que nas próximas gerações já não seja preciso proibir nada, porque a coisa entretanto morreu de morte natural. E que eles saibam que existe uma hierarquia de seres humanos, sendo que os que maltratam animais estão na base da pirâmide.

Para ataques incontroláveis de fúria ou de choro, consoante o estado de espírito, vão aqui, aqui, aqui, aqui ou aqui.




E, já que estamos no tema, aqui fica uma homenagem à Lucky (que se foi embora neste Natal), a única cadelinha que conheço que dedicou a sua vida a criar ninhadas sucessivas de gatinhos órfãos. Espero que aí no ceú dos cães onde te encontras, minha querida, haja muitas galinhas para perseguires e seres feliz.




Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Favoritos