Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

...

por Vieira do Mar, em 02.11.07
Reparo agora que a maior parte dos meus amigos estão definitivamente separados ou em vias de o serem, e dou por mim a pensar na vexata quaestio que é o adultério. Porque é que as pessoas se traem? Existirão motivos vários, claro, mas, olhando para as minhas amigas, as ainda casadas e as já separadas, concluo que quem trai de forma mais empenhada e convicta, fá-lo quase sempre por vingança. Vingança por uma traição anterior, pela falta de atenção do outro ou, pura e simplesmente, vingança por uma vida de merda em geral. Os restantes adúlteros, os que um dia sentiram um genuíno entusiasmo por uma terceira pessoa, são, invariavelmente, uns atrofiados. Não tanto por causa da culpa – esse sentimento difuso a que chamam outros nomes para facilitar -, mas mais pela falta de jeito a que esta conduz. Enganar com competência alguém de quem (ainda e também) se gosta, não é para todos. Uns e outras comportam-se como verdadeiros totós, desatando a chorar no acto, por exemplo, ou ficando impotentes ou frígidas, numa estranha denegação erótica. Em suma, congelam em vez de arderem, como seria suposto. Além de que, depois, têm uma imensa dificuldade em não estampar a traição na cara e em não se denunciarem em cada palavra, em cada gesto. Quase todos acabam por concluir que não valeu a pena, tanta trabalheira (e que é, não raro, acompanhada de idêntico sofrimento). É um facto: as pessoas decentes dão péssimos adúlteros. Aliás, quanto mais decentes, boas e íntegras são, mais desastrosa é a experiência.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D