Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

de mansinho

por Vieira do Mar, em 07.01.10

 

 

 

 Entro de mansinho em 2010, são ainda muitos, os ecos de 2009. Foi um ano importante para mim, quase comparável aos anos em que nasceram os meus filhos. Aconteceu-me toda uma vida; aliás, olhando para trás, custa a perceber como é que tanta coisa encaixou e se arrumou em apenas doze meses. Vi o melhor e o pior da natureza humana e, felizmente, acabei o ano apenas com o melhor. Sobrevivi à ganância, ao ressaibo, à desconfiança, à paixão funesta, à obsessão, à culpa, ao desengano. Sobrevivi ao mês de Agosto. E ao Natal. E entrei com um pé a puxar para o feliz em 2010. Aprendi o valor do recato, que as primeiras impressões são sempre as mais certas, que aguentamos mais do que aquilo que achamos e que as coisas boas nos acontecem quando deixamos de as procurar.  Mas, também, que o instinto nem sempre funciona e que uma cabeça com a mania que é inteligente pode ser tão tola como qualquer outra, fazer figuras tristes e não reconhecer o mal quando este lhe bate à porta, toca e foge. Mas, mais importante do que tudo, aprendi a estar sozinha, comigo apenas. E a gostar do silêncio que a princípio me estrangulava, a apreciar a minha companhia. Um dia de cada vez.  Fiz amigos, em especial, homens. Percebi que são todos diferentes uns dos outros, como as mulheres e o resto, afinal: único e singular, numa escala que pode ir do péssimo ao excelente. Há que saber escolher, deitar o lixo fora, prezar o que presta. Tornei-me menos preconceituosa, alarguei o meu poder de encaixe, levei na cabeça, chorei que me fartei, mas também me senti desejada, querida, amada, como há muito não me sentia: houve uma espécie de cegueira enevoada que se dissipou e entretanto abriram-se caminhos. E é por eles que agora vou (entro de mansinho em 2010).

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D