Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

...

por Vieira do Mar, em 17.08.06
Parque de gente jurássica



"Nesta terra de costas viradas para o mar onde gasto os verões, tropeço volta e meia em pedacinhos fossilizados de dinossauro que guardo ciosa, ciente da maravilha que é cada pequena descoberta (um dente, um ovo, uma garra...). Aqui, onde em tempos terá ocorrido uma espécie de woodstock triássico que culminou num cataclismo natural (ou, quem sabe?, numa orgia que correu mal), um passeante incauto tropeçou um dia numa gigantesca coluna vertebral enterrada à beirinha da praia. Passou a palavra e logo chegaram, de todo o mundo, especialistas no escarafuncho da crosta terrestre, é um herbívoro e dos grandes, deitaram-se a adivinhar. O poder local, ocupado na recolha das derramas devidas pelas maisons edificadas nas dunas, ignorou olimpicamente a ocorrência e virou a cara ao empenho de uma dúzia de carolas que, durante meses (anos), à chuva e ao sol, desenterraram ossadas a canivete e a colheres de chá. Quando, finalmente, a última vértebra ficou a descoberto, procedeu-se a uma complexa operação de remoção, para que não se desmembrasse aquela coluna vertebral miraculosamente intacta por debaixo da terra encarnada. O esqueleto seguiu, então, para um pequeno museu na cidade mais próxima, mantido por particulares e vigiado apenas por um "funcionário" (e também um dos estudantes de biologia que ajudara a desenterrá-lo), e cuja fachada descascada pelo salitre escondia pequenos quartos onde dormiam esqueletos mais raros do que os do Museu de História Natural de Londres ou os da Galerie de l´Evolution, em Paris.

Não obstante a incrível valia interior, o merchandising do museu resumia-se à venda, num quiosque de rua, de sacos com "dinossauros" de plástico made in china e de algumas publicações indistintas sobre " a alimentação dos dinossauros" ou o "período ítriássico". Quanto à história e à vida presumidas deste magnífico herbívoro, que terá morrido sabe-se lá porquê mas quase de certeza a olhar o mar e ao qual foi dado o nome da terra ingrata onde foi achado, nada. Não obstante, e no fito do engodo turístico, à falta de melhor atracção, a cidade chama-se a si própria, pomposamente, de "a capital dos dinossauros". Um enorme cartaz, à entrada, promete diversão de parque temático no desvendar de mundos perdidos enquanto, mesmo ao lado, o esgoto a céu aberto corre por um ribeiro que transporta até ao mar as imundícies não tratadas de uma povoação inteira, colectivamente privada dos sentidos da oportunidade e do olfacto. Como é perdulária, a ignorância do nosso povo."


Agosto de 2005

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D