Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

...

por Vieira do Mar, em 03.10.07
não sei se a Polícia inglesa é tendenciosa na investigação.


Mas sei que os media britânicos o são, como constatei ontem com a reportagem da Sky News. A ideia que fica é a de que a polícia portuguesa é composta por um bando de incompetentes que avançou com uma hipótese absurda (a do envolvimento dos pais no desaparecimento da filha) apenas porque não tinha mais nada. As declarações de um ex agente da Scotland Yard (acho) a ridicularizar a actuação da PJ, bem como as do próprio jornalista (como as proferidas frente ao estabelecimento prisional de Odemira, dizendo que seria ali, segundo a vontade da polícia portuguesa, que Kate McCann estaria agora) são um exemplo desta falta de imparcialidade (e também de mau jornalismo). Imagino que tenham sido aquelas declarações, a par com a constante pressão a que têm vindo a ser sujeitos os agentes da investigação, que fizeram saltar a tampa a Gonçalo Amaral. Dir-se-á que, de alguém na sua posição, se exigia tento na língua e a devida postura institucional. É verdade. Mas também é um facto que a PJ, a entidade com menos jeito para as relações públicas que conheço, não cuida dos seus nem, muito menos, da sua imagem, dando azo a que, volta e meia, estas coisas ocorram. Infelizmente, em todo este processo, os portugueses têm sido menos inteligentes do que os britânicos *, raciocinando a quente e não pensando a longo prazo: com medo da retaliação britânica e apressando-se a prestar vassalagem, a reacção imediata do Director da P.J. foi a de afastá-lo do cargo e da investigação. Ora, isto é uma pratinho cheio para os britânicos, pois ajuda-os a sustentar a tese de desmando, desgoverno, parcialidade e incompetência das polícias portuguesas. Ao “despedir” G.A. (e por muito que para tanto houvesse razão) o governo português ignorou o contexto mais vasto, corroborou aquela tese perante os britânicos e deu um tiro no próprio pé. Foi pior a emenda do que o soneto e é mais uma batalha perdida, portanto. Porque, não se iludam: isto é uma medição de forças entre dois países, sendo que a Inglaterra (através das suas instituições), tudo fará para que dois dos seus nacionais não passem pela ignomínia de serem eventualmente julgados e condenados** num país subdesenvolvido povoado de nativos amistosos e onde se passam umas belas férias; e Portugal, tendo embora de lidar com a tentação da sua própria subserviência, bem como com alguma falta de inteligência, de sangue-frio e de meios, tudo fará para, graças aos gonçalos amarais e a outros carolas que tais (mesmo que um bocadinho desbocados), contrariar aquela tendência e investigar tudo o que houver a ser investigado. É claro que, com as sucessivas demonstrações públicas de faltas de ponderação e de bom-senso (e de solidariedade institucional), escuso-me de dizer quem é que acho que vai vencer.


* e são também menos bonitos o que, é um facto, também não ajuda.

** independentemente de qualquer juízo que culpabilidade ou inocência, que por ora não faço.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D