Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

sim, estou viva e já cá venho

por Vieira do Mar, em 19.10.11
 

vicky cristina brandoa

por Vieira do Mar, em 09.10.11

Para mim a seally season ainda não acabou, felizmente – apesar de já estar a trabalhar que nem um núbio a arrastar pedras para as pirâmides. Mas, apesar disso – ou se calhar por causa disso mesmo – quando não  estou a trabalhar tendo a ocupar-me com futilidades. Está muito calor. E no outro dia (praí há um mês - falem-me de memória selectiva para as merdices; quando foi para encornar o regime do contrato-promessa, nem à martelada) li uma entrevista com uma socialite que dá pelo nome de vicky e que pelos vistos é o cúmulo da elegância mas que tem a boca à banda (o que não é nada elegante, para já). Na dita, a vip dizia, entre outras barbaridades que “não gostaria que a namorada do filho fosse mais alta do que ele nem que fosse vulgar”. Para definição de elegância, pelo menos ao nível dos valores e da conversa, parece que estamos conversados. Acontece que a senhora, que respira dondoquisse pacóvia por todos os poros,  não só é “especialista em estudos franceses” (LOL) como escreveu um livro sobre qualquer coisa como "a arte de bem vestir" (e portanto agora foi promovida à categoria de “escritora” encartada). E parece que  dá uns conselhos de moda numa revista qualquer ou num suplemento de fim de semana, não sei (o que a eleva igualmente à categoria de "cronista"). Diz ela que, este inverno, devemos evitar as túnicas estampadas, as saias curtas, os decotes profundos, os brincos compridos, a mistura de cores, enfim, tudo o que seja basicamente  “étnico”. Fiquei mais descansada. Pois é tudo o que vou usar este Inverno. Que bom ser vulgar e só me preocupar com que o namorado da minha filha a faça feliz.

da nova série "Facebook dixit"

por Vieira do Mar, em 07.10.11

"Sofia Vieira bateu no fundo, em termos profissionais: está viciada numa coisa chamada dedeira (que se parece vagamente com um brinquedo sexual, menos mal) e anda com ela o dia todo a virar páginas. Agora só lhe falta as Fly, a malinha falsa da Guess, a pulseirinha Pandora adquirida a prestações, ir ao café de dez em dez minutos e comprar a TV Mais, para saber quem matou o Juvenal. E falar muito, muito!, com as colegas sobre os filhos. Sofia Vieira apanhou um vírus grave: foi contaminada pelo funcionalismo público."

eu cá acho bem

por Vieira do Mar, em 06.10.11

A Duquesa de Alba casou-se. Para quem não sabe quem é, este post não interessa, portanto, adiante: é preciso conhecer a figura. Casou-se com um funcionário público giro, vinte e tal anos anos mais novo. Ela tem 80 e muitos, e notam-se todos: no corpo frágil e na  cara,  retalhada por operações plásticas. De acordo com a minha wikipédia das trivialidades – a Hola, sempre politicamente correcta com os famosos, em especial os reais (mas é o que se apanha por cá), a polémica foi muita, porque uma mulher tão feia e tão velha com um homem tão bonito e tão novo só podia querer dizer uma coisa: chulice. Os filhos insurgiram-se de tal modo que a mulher com mais títulos nobiliárquicos do mundo, não sei quantas vezes Grande de Espanha, dona de uma fortuna incalculável, com dezenas de propriedades e palácios de sonho, dividiu a fortuna em vida pelos seis, tomem lá e não me chateiem, mas mantendo o controlo de tudo até à sua morte, chamem-lhe parva. Ora acontece que a Duquesa de Alba tem muita pinta. Para mim, é a mulher com mais pinta de Espanha. Não pelas túnicas giras que usa descomplexadamente, nem pelos brincos gigantescos que muitas vezes lhe invejo, ou pelo estou-me-nas-tintas das sabrinas com meias garridas; nem sequer pelo extremo bom gosto de ter Victorio & Lucchino como o seu estilista de eleição. Nas fotografias, vê-se um homem atencioso que a ampara e a acompanha para todo o lado sendo que, depois de ter estado entrevada numa cadeira de rodas e quase paralisada, é agora uma velhota toda direita que recuperou o orgulho de antes e que desbraga uma  felicidade que irrompe pelos plásticos e silicone que lhe enchem a cara. A Duquesa de Alba tem pinta, especialmente, porque faz o que quer. Contra os conselhos dos filhos, dos amigos, até do próprio Rei de Espanha, que a páginas tantas a tentou desconvencer do namoro (ela é a única pessoa, aliás,  perante quem a família real espanhola faz vénia, segundo a minha bíblia das celebridades). Eu acho bonito e uma sorte, ela ter encontrado aos oitenta anos alguém que a faz feliz. Quero lá saber se ele vive à conta dela e se ela lhe dá uma pensão, se não a fode todos os dias, se a relação é mais de amizade que de outra coisa, se é apenas companheirismo, afinidades mútuas  ou cumplicidade. Se ele aprecia coisas bonitas e por isso se sente bem ao poder apreciá-las. Porque só o Palácio sevilhano de Las Duenas é uma maravilha do mundo arquitectónico, uma construção mágica, carregada de história e de uma beleza absolutamente ofuscante. Não interessa. Ele fá-la feliz e ela foi a escolha dele. Para cuidar,  amparar, passear e partilhar a vida. E ele, muito provavelmente, também está feliz. Quando se tem uma companheira com uma cabeça jovem, obstinada, inteligente, desempoeirada, independente e culta, não é um corpo nem uma cara encarquilhados que impedem que se goste, mal estaríamos. E, no fim de tudo, o que sobra é isto: de que vale tanto palácio, tanta obra valiosa, tanta história, tanto dinheiro... se não tivermos com quem partilhar a beleza? Nada.

novo (?) template (shame on me...)

por Vieira do Mar, em 05.10.11

Com um humilhante atraso de dois meses, aqui vai o agradecimento à Cláudia Borralho  do SAPO por, mais uma vez, ter concebido um template que é a minha cara e relecte o meu mood (apesar dos swings, o que é genético, nada a fazer). Está bonito, não está? Cheira a Verão e eu, ao contrário dos que já estão fartos de calor, queria isto, calor e praia, o ano inteiro. Obrigada, Cláudia! :)

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D