Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

...

por Vieira do Mar, em 25.06.07
"E a mim, parece-me, palavra de honra, que a malta ou não tem sexo em casa ou então fode muito mal e que era muito mais útil arregaçar as mangas e descer a cuequinha e, em vez de se aquecerem com tanto símil e floreado, ver se de verdade as vulvas, os peitos e as coxas se humedecem e se é assim tão bom como o autor dessa obra imprescindível conta."



(coisamailinda)

...

por Vieira do Mar, em 25.06.07
"E a mim, parece-me, palavra de honra, que a malta ou não tem sexo em casa ou então fode muito mal e que era muito mais útil arregaçar as mangas e descer a cuequinha e, em vez de se aquecerem com tanto símil e floreado, ver se de verdade as vulvas, os peitos e as coxas se humedecem e se é assim tão bom como o autor dessa obra imprescindível conta."



(coisamailinda)

...

por Vieira do Mar, em 21.06.07
Jogo de Futebol


Manifestações de triunfo, após concretização na baliza contrária:


7 anos: Chupa!

11 anos: Engole!



(na dúvida entre a boca cosida ou a pimenta na língua, saio de fininho; afinal, a ignorância inocente é, ainda e por enquanto, uma hipótese a considerar...)

...

por Vieira do Mar, em 15.06.07
a senhora dona isabel


A função essencialmente decorativa das monarquias de hoje (mais constituição, menos constituição), não se compadece com a vulgaridade dos traços nem com a singeleza infantil dos raciocínios. Ouço a Senhora Dona Isabel (que assim exige ser tratada pelos media) e o real marido, ambos no habitual débito de banalidades, e dou graças pelo regime parlamentar: antes trezentos sabujos venais numa assembleia, eleitos por mim e pelos meus (e deles) pares, do que aquelas duas retardadas manifestações do direito divino. Além disso, é impressão minha, ou aquele tom forçado que exibem perante a plebe, de severa ponderação, como quem tem o peso do mundo sobre os ombros, faz ou não parecer que locomovem a herança monárquica a valiums? Tão suporiferamente desinteressantes, que dá vontade de ir a correr abraçar autarcas corruptos e deputados das berças, incluindo os das comissões.

...

por Vieira do Mar, em 15.06.07
a senhora dona isabel


A função essencialmente decorativa das monarquias de hoje (mais constituição, menos constituição), não se compadece com a vulgaridade dos traços nem com a singeleza infantil dos raciocínios. Ouço a Senhora Dona Isabel (que assim exige ser tratada pelos media) e o real marido, ambos no habitual débito de banalidades, e dou graças pelo regime parlamentar: antes trezentos sabujos venais numa assembleia, eleitos por mim e pelos meus (e deles) pares, do que aquelas duas retardadas manifestações do direito divino. Além disso, é impressão minha, ou aquele tom forçado que exibem perante a plebe, de severa ponderação, como quem tem o peso do mundo sobre os ombros, faz ou não parecer que locomovem a herança monárquica a valiums? Tão suporiferamente desinteressantes, que dá vontade de ir a correr abraçar autarcas corruptos e deputados das berças, incluindo os das comissões.

...

por Vieira do Mar, em 14.06.07
jesus cristo, superestrela


Na estreia do novo musical do La Féria, meia dúzia de zombies com um R (de "Rivoli"?) na mão, insurgem-se contra Rui Rio (what´s new?) e aquilo a que o seu lúgubre porta-voz, no meio de um arrazoado inextricável, define como a "lógica de gestão" do teatro enquanto "espaço público". Perguntado porque é que está contra o espectáculo, não sabe bem porquê. Aliás (concede, magnânimo), nada tem contra o "teatro comercial", que admite ser "legítimo". Silogisticamente falando, parece que a tal lógica de gestão se opõe ao teatro comercial, ou seja, ao teatro que atrai público pagante. Conclusão, os espaços culturais públicos devem ser usados para manifestações culturais financiadas pelo Estado, para um público que não as terá que pagar, e para produtores que não terão que as custear. Presumo, no entanto, que alguém aos artistas terá que pagar. Mas, enfim, até aqui, tudo mais ou menos bem. Presumo igualmente que o infeliz porta-voz do "R" seja um dos artistas que se sente preterido pela lógica da gestão comercial. Pena é que tenha um ar tão tristemente empedernido que pareça não conseguir divertir ninguém nem em se mascarando de cabeçudo e que esteja, no fundo, a pedinchar indirectamente para que o estado lhe dê emprego (ou, pelo menos, que lhe pague qualquer coisinha). Triste gentinha esta, que ainda não percebeu que cultura é essencialmente diversão e que também dá trabalho a quem a faz.

...

por Vieira do Mar, em 14.06.07
jesus cristo, superestrela


Na estreia do novo musical do La Féria, meia dúzia de zombies com um R (de "Rivoli"?) na mão, insurgem-se contra Rui Rio (what´s new?) e aquilo a que o seu lúgubre porta-voz, no meio de um arrazoado inextricável, define como a "lógica de gestão" do teatro enquanto "espaço público". Perguntado porque é que está contra o espectáculo, não sabe bem porquê. Aliás (concede, magnânimo), nada tem contra o "teatro comercial", que admite ser "legítimo". Silogisticamente falando, parece que a tal lógica de gestão se opõe ao teatro comercial, ou seja, ao teatro que atrai público pagante. Conclusão, os espaços culturais públicos devem ser usados para manifestações culturais financiadas pelo Estado, para um público que não as terá que pagar, e para produtores que não terão que as custear. Presumo, no entanto, que alguém aos artistas terá que pagar. Mas, enfim, até aqui, tudo mais ou menos bem. Presumo igualmente que o infeliz porta-voz do "R" seja um dos artistas que se sente preterido pela lógica da gestão comercial. Pena é que tenha um ar tão tristemente empedernido que pareça não conseguir divertir ninguém nem em se mascarando de cabeçudo e que esteja, no fundo, a pedinchar indirectamente para que o estado lhe dê emprego (ou, pelo menos, que lhe pague qualquer coisinha). Triste gentinha esta, que ainda não percebeu que cultura é essencialmente diversão e que também dá trabalho a quem a faz.

...

por Vieira do Mar, em 14.06.07
curtas


14 anos: Gay?! O Ricky Martin é gay?

11 anos: Completamente, meu, não me digas que não sabias; aquela ancazinha de um lado para o outro, aquele cabelinho…

7 anos: É estranho, tem sempre umas miúdas muita giras nos vídeo clips.

......


14 anos: Oh mãe, gostas dos Red Hot Chili Peppers?

y anos: Gosto...

14 anos: Qual é a tua favorita?

Y anos: Hummm... acho que a Scar Tissue. E a tua?

14 anos: Ah, eu gosto daquela do Californication...Ai, que agora não me lembro do nome...

y anos: Olha lá, sabes o que quer dizer "Californication", de que palavras provém?

14 anos: Bem, sei que a primeira é "Califórnia"; a segunda deve der "vacation", ou assim. Deve ser eles que foram de férias para a Califórnia, ou qualquer coisa do género.

y anos: Pois. É isso, é.

......


y anos: Então, gostaram do feriado?

7 anos: Bem, meu, foi bué da fixe!

y anos: Meu?! Mas isso lá são maneiras de tratar a mãe?! Por "meu"?!...

7 anos: Ah, sim, pois, desculpa, mãe: "minha". Foi bué da fixe, minha!

...

por Vieira do Mar, em 13.06.07
I´m a complete mess...



Encontrado aqui.

...

por Vieira do Mar, em 13.06.07
I´m a complete mess...



Encontrado aqui.

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D