Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

...

por Vieira do Mar, em 08.05.06
a verdade é que nós, mulheres,

nem nos importaríamos de usar as mesmas t-shirt branca e jeans coçadas todos os dias. A sério. Porque o que nos interessa mesmo possuir, deter, contabilizar, amontoar, empilhar, guardar e abarbatar com olhar alucinado tipo prrrecious, my prrrecious..., o que nos leva aos limites da concupiscência e nos põe a fazer contas de cabeça a ver quanto valem os filhos no mercado da adopção paralela, são...nem mais: os sapatos, meus amigos, os sapatos - ou coisas para os pés, em geral. Eu, que dentro desta categoria abrangente, sou doida pela sub-espécie sandália de salto altíssimo, de preferência com plataforma e cunha, exijo apenas que as ditas sejam de design e fabrico italiano, pois só os italianos conseguem transformar o look trashy de umas sandálias à travesti do Bois de Bologne, num objecto absolutamente irresistível. É por tudo isto que existem datas importantes - como as do dia em que nascemos e em que nos casámos - e outras absolutamente indispensáveis, como o foi o 5 de Maio passado, sexta-feira, graças a uma amiguinha tamanho 35, que partilhou comigo um convite VIP (sabendo, no entanto, de antemão, que calço 36 e meio...), para a preview do Stockmarket, na fundição de Oeiras (mas poderiam ter-lhe chamado Stock da Boutique Ayer e da Stivali, que tinha ido dar ao mesmo...). Sandálias de quatrocentos aéreos a cinquenta, minhas amigas, foi o que foi. Vários pares, vários pares no saco, a caminho do roupeiro, prateleira de baixo. Isso, isso: roam-se, que eu gosto. Podemos até ir tomar chá, um destes dias, para eu me exibir.

...

por Vieira do Mar, em 08.05.06
a verdade é que nós, mulheres,

nem nos importaríamos de usar as mesmas t-shirt branca e jeans coçadas todos os dias. A sério. Porque o que nos interessa mesmo possuir, deter, contabilizar, amontoar, empilhar, guardar e abarbatar com olhar alucinado tipo prrrecious, my prrrecious..., o que nos leva aos limites da concupiscência e nos põe a fazer contas de cabeça a ver quanto valem os filhos no mercado da adopção paralela, são...nem mais: os sapatos, meus amigos, os sapatos - ou coisas para os pés, em geral. Eu, que dentro desta categoria abrangente, sou doida pela sub-espécie sandália de salto altíssimo, de preferência com plataforma e cunha, exijo apenas que as ditas sejam de design e fabrico italiano, pois só os italianos conseguem transformar o look trashy de umas sandálias à travesti do Bois de Bologne, num objecto absolutamente irresistível. É por tudo isto que existem datas importantes - como as do dia em que nascemos e em que nos casámos - e outras absolutamente indispensáveis, como o foi o 5 de Maio passado, sexta-feira, graças a uma amiguinha tamanho 35, que partilhou comigo um convite VIP (sabendo, no entanto, de antemão, que calço 36 e meio...), para a preview do Stockmarket, na fundição de Oeiras (mas poderiam ter-lhe chamado Stock da Boutique Ayer e da Stivali, que tinha ido dar ao mesmo...). Sandálias de quatrocentos aéreos a cinquenta, minhas amigas, foi o que foi. Vários pares, vários pares no saco, a caminho do roupeiro, prateleira de baixo. Isso, isso: roam-se, que eu gosto. Podemos até ir tomar chá, um destes dias, para eu me exibir.

...

por Vieira do Mar, em 08.05.06
O Passeai, Flores!... mudou-se aqui para a maresia:


Filho do meio, que por acaso hoje faz dez anos, em pleno balanço existencial e deitando contas à vida:

- Mãe, quando morrer, quero ser enterrado no cemitério aqui da aldeia.*

(pausa para reflexão)

- Ou então, espera... pode ser no Mosteiro da Batalha.

(segunda pausa)

- Pensando melhor... quero mas é que seja debaixo da casota do Mambo.**



* a das férias e fins-de-semana.

** o cão dele

...

por Vieira do Mar, em 08.05.06
O Passeai, Flores!... mudou-se aqui para a maresia:


Filho do meio, que por acaso hoje faz dez anos, em pleno balanço existencial e deitando contas à vida:

- Mãe, quando morrer, quero ser enterrado no cemitério aqui da aldeia.*

(pausa para reflexão)

- Ou então, espera... pode ser no Mosteiro da Batalha.

(segunda pausa)

- Pensando melhor... quero mas é que seja debaixo da casota do Mambo.**



* a das férias e fins-de-semana.

** o cão dele

...

por Vieira do Mar, em 08.05.06
BBC Wild Life Live


A colmeia está cada vez maior e parece uma daquelas lanternas de papel dos santos juninos:


É claro que o acesso ao interior da casa está quase interdito, porque ao redor da dita existe, basicamente, isto:


Para chatear, as nêsperas melhores estão lá bem no cimo, onde não lhes chegamos:


E o que fazer destes quatro, encontrados hoje dentro de um caixote na garagem?




Pois é, a vida chama-me (literalmente!), pelo que a escrita terá que esperar.

...

por Vieira do Mar, em 08.05.06
BBC Wild Life Live


A colmeia está cada vez maior e parece uma daquelas lanternas de papel dos santos juninos:


É claro que o acesso ao interior da casa está quase interdito, porque ao redor da dita existe, basicamente, isto:


Para chatear, as nêsperas melhores estão lá bem no cimo, onde não lhes chegamos:


E o que fazer destes quatro, encontrados hoje dentro de um caixote na garagem?




Pois é, a vida chama-me (literalmente!), pelo que a escrita terá que esperar.

...

por Vieira do Mar, em 07.05.06
... e, no DIA DA MÃE,


todas ao Bad Mother´s Club.


Ou, a vida como ela (às vezes) também é. De verdade. Com verdade.


...

por Vieira do Mar, em 07.05.06
... e, no DIA DA MÃE,


todas ao Bad Mother´s Club.


Ou, a vida como ela (às vezes) também é. De verdade. Com verdade.


...

por Vieira do Mar, em 03.05.06
é claro que, importante, importante...




...é o facto de ter os meus jamesons, cardhus, bombays, remy martins, ginginhas, marcs de champagne, baileys e águas tónicas, reféns de um enorme enxame de abelhas de mel, que resolveu construir uma colmeia sobre os atoalhados de exterior (os plásticos, portanto). Depois de a minha cadela virgem ter desatado a amamentar gatos, de um casal de corujas brancas me ter entupido as chaminés com os frutos do seu amor (que chiam que se fartam), de saber que tenho uma colónia de toupeiras a minar-me o subsolo, de os gatos insistirem em mimar-me com cabeças decepadas de musaranhos, que depositam carinhosamente no meu tapete da entrada, e de ter os cantos dos quartos forrados a aranhas de estimação dotadas de nomes próprios, constato que a minha vida continua com um pendor marcadamente national geographic.


(sim: aquela nascida escura é a colmeia, aquilo são abelhas às centenas e a má qualidade da foto é justificada por ser de telemóvel e tirada de muito, muito longe)

...

por Vieira do Mar, em 03.05.06
é claro que, importante, importante...




...é o facto de ter os meus jamesons, cardhus, bombays, remy martins, ginginhas, marcs de champagne, baileys e águas tónicas, reféns de um enorme enxame de abelhas de mel, que resolveu construir uma colmeia sobre os atoalhados de exterior (os plásticos, portanto). Depois de a minha cadela virgem ter desatado a amamentar gatos, de um casal de corujas brancas me ter entupido as chaminés com os frutos do seu amor (que chiam que se fartam), de saber que tenho uma colónia de toupeiras a minar-me o subsolo, de os gatos insistirem em mimar-me com cabeças decepadas de musaranhos, que depositam carinhosamente no meu tapete da entrada, e de ter os cantos dos quartos forrados a aranhas de estimação dotadas de nomes próprios, constato que a minha vida continua com um pendor marcadamente national geographic.


(sim: aquela nascida escura é a colmeia, aquilo são abelhas às centenas e a má qualidade da foto é justificada por ser de telemóvel e tirada de muito, muito longe)

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D