Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

Controversa Maresia

um blogue de Sofia Vieira

sugus de menta

por Vieira do Mar, em 17.06.09

Cortada ao meio, eu; dividida entre escrever para exorcizar o rasgão que trago na carne e o silêncio, que é sempre mais avisado, mas desvirtua a brutal importância que têm as coisas num dado momento. Divida entre derramar o que sinto sem que ninguém perceba do que falo e ficar quieta no meu canto à espera que passe, como a trovoada de anteontem, lembras-te?, mas muito mais forte, porque há qualquer coisa que me ribomba por dentro, não apenas lá fora, e o que me interessa a mim a meteorologia. Na verdade também não ficar  à espera que passe, porque quando saíste e eu corri atrás ainda chovia,  e bem. Coisas que nos mudam para sempre; a gente não quer e ignora-as, finge que nunca existiram, mas mudam, e às vezes começa logo no dia seguinte, que já cheira a diferente, outras cores, outra percepção. E eu não o confesso nem para mim mesma, mas tenho um medo danado daquelas assombrações que se nos colam à pele porque houve um dia, porque houve um minuto distante à brava, próximo apenas da irrealidade mais absurda,  em que dei por mim a espreitar por um caleidoscópio de possibilidades felizes,  de vidros coloridos com formas muito bonitas e simétricas que faziam todo o sentido e onde tudo encaixava. Um sugu de menta, é isso: apetecia-me que  me trouxesses  à porta um pacote de sugus de menta, daqueles verdes, acho que agora se vendem outra vez; eu mastigava-os uns atrás dos outros como quando era miúda, uma data de papeizinhos embrulhados no bolso a esconder o pecado da gula. Voltava à infância a sorrir aliviada e depois fazíamos amor toda a noite passeando as mãos pela cara do outro, a desenharmo-nos cartas marítimas e a traçar azimutes, tantos anos a menos em cima de cada um de nós, nem um cabelo branco para amostra e os fantasmas do mundo dos adultos por fim adormecidos. Seria bom.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D